Boa Esporte perde patrocínio após contratar goleiro Bruno imprimir publicado em: 12 / 03 / 2017

Bruno

Goleiro Bruno

Custou caro! Após o Boa Esporte anunciar a contratação do goleiro Bruno, o que gerou uma forte repercussão negativa para o clube, a primeira consequência foi conhecida na noite deste sábado (11): a Nutrends Nutrition rompeu com a equipe boveta.

Na nota divulgada no Facebook, a empresa de suplementos, que expunha sua marca no ombro da camisa do Boa Esporte, declarou:

“Em reunião extraordinária, a diretoria da Nutrends Nutrition decidiu que, a partir de hoje (sábado, 11/03), a empresa não é mais patrocinadora/apoiadora do Boa Esporte Clube”. 

A empresa estava sendo hostilizada por diversos usuários nas redes sociais indignados com a contratação de Bruno, que foi concretizada na última sexta-feira (10), com contrato com o clube por duas temporadas.

Ex-goleiro do Atlético-MG e Flamengo, Bruno estava preso desde 2010, acusado de envolvimento no assassinato de Eliza Samudio. Ele foi condenado em 2013 a 22 anos e 3 meses de prisão, em regime fechado, por homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver contra a ex-amante, além de sequestro e cárcere privado do filho que ele teve com Eliza.

O jogador recorreu da decisão, mas não teve recurso julgado. Ele estava preso por decisão de primeira instância há quase 7 anos. Na decisão tomada no dia 21 de fevereiro e publicada no dia 26 pelo Supremo, o ministro Marco Aurélio Mello julgou não haver sustentação jurídica para manutenção do encarceramento. Bruno responderá ao processo em liberdade.


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas