Tite antecipa Copa na Seleção e deixa testes em 2º plano imprimir publicado em: 31 / 08 / 2017

TiteA cada encontro com os jogadores, Tite tem um discurso para tentar extrair deles dedicação total na Seleção. Nos primeiros, o Brasil estava fora da zona de classificação para a Copa do Mundo, não havia muito o que ensaiar, além de convencê-los a evitar um vexame histórico.

Conforme as vitórias se somavam e a confirmação da vaga passava a ser questão de tempo, o técnico criou novas metas, sempre baseado numa central: jogar bem. Agora, contra o Equador, nesta quinta-feira, a Seleção entrará em campo pela primeira vez nas eliminatórias já garantida no Mundial. Tite, então, resolveu antecipar o torneio, que terá início no dia 14 de junho do ano que vem, na Rússia.

– A Copa já começou – disse o comandante ao se apresentar em Porto Alegre, e novamente depois do treino de quarta-feira, na Arena do Grêmio.

– É uma nova etapa agora. A equipe está classificada, a cobrança de desempenho permanece. A Copa do Mundo se iniciou. Aproveitamos esse tempo todo que antecipamos e botamos pressão para que tenham um grande desempenho. Resultado eu não sei, mas jogar bem sim – completou.

Sua capacidade de fazer seus mantras se espalharem pelo grupo já foi notada quando Alisson, goleiro titular, repetiu a frase logo na primeira resposta de sua entrevista coletiva, na última terça-feira. É esse o lema da Seleção daqui para frente, em contagem regressiva.

Marcelo, escolhido capitão para a próxima rodada, seguiu bem o discurso.

– Não há tranquilidade porque estamos classificados. Sabemos o que temos de melhorar. O Tite vem sempre com algo novo, nunca está bom. Para seguirmos nessa linha, temos que pensar sempre em melhorar alguma coisa. É um caminho largo, duro, e queremos botar a Seleção onde ela tem de estar. Para isso precisaremos sofrer para ganhar – disse o lateral-esquerdo.

A partida diante do Equador será a primeira das oito que restam antes da convocação para a Copa do Mundo. Tite poderia aproveitar para fazer observações e testes, mas na cabeça do técnico que passou toda a carreira em clubes, disputando às quartas e domingos, oito jogos é um número muito baixo para ele se dar esse luxo.

globoesporte.com


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

    Vale Vermelho

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas