Trabalhadores do Comércio Hoteleiro e Gastronômico deflagram greve imprimir publicado em: 23 / 12 / 2016

greve geralOs trabalhadores da rede hoteleira do Piauí deverão entrar em greve por tempo indeterminado a partir desta sexta-feira (23). O sindicato da categoria realizou assembleia geral na última segunda-feira (19) e aprovou a paralisação das atividades.

A classe considera desrespeitosa a proposta dos seus respectivos patrões de reajuste dos salários dos profissionais em 4,5% e reivindica – entre outros direitos – pelo reajuste salarial de, no mínimo 10%, para que o pagamento atual que é de R$ 910 passe a ser de R$1.001.

De acordo com o presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Comércio Hoteleiro e Gastronômico (Sintshogastro), Udelci Coelho, as empresas então ameaçando demitir os funcionários que aderirem ao movimento grevista.

“Nós repudiamos esse tipo de conduta dos patrões. Eles teimam em não valorizar os trabalhadores e descumprem o tempo todo, os nossos direitos conquistados em Convenção Coletiva. Direito não se reduz se amplia. Estamos unidos na luta pelos nossos direitos”, pontuou o presidente. 

O Sintshogastro informou ainda que os patrões também estão obrigando os trabalhadores a assinarem documentos se comprometendo a trabalhar durante a greve, sob pena de serem demitidos. A medida, segundo o sindicato, é contra a Lei 7.783, a Lei de Greve no Brasil, e é assédio moral.

A concentração dos trabalhadores será a partir das 6h, na praça João Luis Ferreira, no Centro de Teresina.


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Vale

últimas