United anuncia Di María, o jogador mais caro da história do futebol inglês imprimir publicado em: 26 / 08 / 2014

dimariaAgora é oficial. Após uma longa novela, a direção do Manchester United anunciou na tarde desta terça-feira a contratação de Ángel Di María. A equipe inglesa revelou que pagará € 75 milhões (R$ 226,5 milhões pelo câmbio atual) ao Real Madrid pelo meia-atacante argentino, no que é a contratação mais cara da história do futebol inglês e a maior venda já realizada pelo clube merengue. O contrato firmado do jogador com os ingleses será válido por cinco temporadas.

– Estou absolutamente satisfeito por me juntar ao Manchester United. Desfrutei meu tempo na Espanha e havia um monte de clubes interessados ​​em mim, mas o único clube que eu trocaria pelo Real Madrid seria o Manchester United – disse Di María, em sua primeira declaração como jogador dos Diabos Vermelhos.

Di María chegou a Manchester na noite de segunda para, juntamente com seu empresário, acertar os detalhes finais da transferência. O clube se adiantou em anunciar que pagará R$ 226,5 milhões pelo jogador vice-campeão do mundo com a Argentina na última Copa do Mundo. O valor supera os € 62 milhões (R$ 189,6 milhões) que o Chelsea desembolsou para tirar Fernando Torres do Liverpool em 2011, no que era até então a maior transação já feita na Terra da Rainha.

Em todo o planeta, Di María é o quinto jogador mais caro da história, segundo os números do site “Transfermarket”. A transferência do jogador para o Manchester United só não supera as de Gareth Bale (para o Real Madrid), Cristiano Ronaldo (também para o clube merengue), Luis Suárez (para o Barcelona) e James Rodríguez (para o Real).

O argentino se junta a Ander Herrera, Luke Shaw e Marcos Rojo como mais um jogador a reforçar a equipe agora treinada por Van Gaal nesta temporada. O atleta exaltou a presença do treinador holandês, que assumiu a equipe após dirigir a Laranja na Copa do Mundo.

– O Louis van Gaal é um treinador fantástico, com um histórico comprovado de sucesso. Estou impressionado com a visão e a determinação de todos para manter o clube de volta ao topo, onde é o seu lugar. Agora eu simplesmente não posso esperar para começar a jogar – completou o jogador, com 52 jogos e dez gols pela seleção argentina.

globoesporte.com

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas