Valença: PM mata universitária em discussão por R$ 5 em festa imprimir publicado em: 15 / 10 / 2016

Uma estudante de direito de 22 anos foi assassinada na madrugada deste sábado em uma festa na cidade de Valença, a 216 km de Teresina. O crime teria sido motivado por uma discussão causada por um policial militar do Ceará que se recusava a pagar R$ 5 pela entrada no local e acabou atingindo a jovem. A vítima tentava amenizar a confusão entre o irmão que é da PM do Piauí que organizava a festa e o militar, quando foi alvejada.

despreparado

De acordo com a polícia, o fato aconteceu no início da madrugada em um clube no Bairro Novo Horizonte quando o soldado da Polícia Militar do Ceará, Rafael do Nascimento Oliveira Rosa tentou entrar na festa sem pagar a entrada de R$ 5. “Ele forçou a entrada. Tentou dar a famosa ‘carteirada’ por ser policial militar e por causa disso iniciou um conflito”, destaca o agente Alcione.

Um dos organizadores do evento, que é policial militar do Piauí, interviu tentando controlar a situação e iniciaram um bate-boca. A estudante Suellen Marinheiro Lula tentou retirar o irmão do local e acabou sendo atingida com um tiro na cabeça.

Depois de efetuar o disparo, o soldado tentou fugir, mas foi capturado por populares revoltados com o ocorrido e encaminhado para a delegacia de Valença. O acusado, que era lotado na cidade de Quiterianópolis, no Ceará, residia em Pimenteiras.

Cidadeverde.com


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

    Esporte

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas