Vaqueiros se manifestam na Assembleia e recebem apoio imprimir publicado em: 11 / 10 / 2016

vaqueirosA manifestação promovida hoje (11) em Teresina pela Associação dos Vaqueiros do Piauí (AVAPI) e outras entidades ligadas ao setor agropecuário do Piauí contra a decisão do Supremo Tribunal Federal de proibir a realização de vaquejadas no Brasil contou com o apoio de parlamentares estaduais e municipais. O deputado Edson Ferreira (PSD), um dos que se pronunciaram durante o protesto realizado no pátio da Assembleia Legislativa, disse que os vaqueiros podem contar com o apoio dos parlamentares na luta contra a decisão do STF.

O presidente da Avapi, Ravi Lages, afirmou que os vaqueiros e outras pessoas envolvidas na realização de vaquejadas no Piauí participarão no próximo dia 25 em Brasília de uma manifestação contra a proibição do esporte, que, segundo ele, integra a cultura nordestina desde o período da colonização do Brasil. Além da Avapi, a manifestação de hoje contou com a participação de integrantes da Associação Piauiense de Criadores de Equinos (APCEQ) e do Núcleo Piauiense de Criadores de Cavalos Quarto de Milha (NPQM).

O deputado Francis Lopes (PRB) afirmou que a vaquejada é um dos esportes mais queridos do Brasil e que gera renda para centenas de pessoas, “por isso temos de pensar no ser humano e lutar contra essa decisão do STF”. O deputado Antônio Félix (PSD), que, também, falou durante a manifestação, disse que os animais usados nas vaquejadas são bem cuidados, não sofrem maus tratos e que até as caudas deles são protegidas.

Por sua vez, o deputado Edson Ferreira declarou que para reverter a decisão do STF os participantes das vaquejadas têm dois caminhos. “Podemos recorrer ao Supremo para ver se algum ministro muda seu voto já que a decisão foi apertada ou podemos recorrer ao Congresso Nacional para que aprove uma Proposta de Emenda Constitucional para que a vaquejada possa ser praticada legalmente”, assinalou ele.

Um dos vereadores teresinenses que compareceram à manifestação, o presidente da Câmara, Luiz Lobão (PMDB), defendeu a realização das vaquejadas, afirmando que elas estão ligadas à cultura nordestina. “Me preocupo com os maus tratos com os animais, mas minha maior preocupação é com os maus tratos com o ser humano”, declarou o parlamentar municipal, garantindo apoio dos vereadores aos defensores da vaquejada.


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Biocentro

últimas