Vendendo droga a R$ 500, traficante ostentava imóveis de luxo no Piauí imprimir publicado em: 02 / 03 / 2018

traficantePoliciais do 20º BPM de Paulistana prenderam, nesta quinta-feira (01), um homem identificado como Emerson Gomes da Silva, 31 anos, acusado de tráfico de drogas. Ele foi detido em flagrante vendendo cocaína a dois compradores oriundos do município de Caridade do Piauí, a 70 Km de Paulistana, mas o que chamou mesmo a atenção da polícia foi o alto nível de vida que Emerson levava. Segundo a PM, ele possuía imóveis e patrimônio incompatível com os rendimentos de um mecânico de oficina de carros, função que desempenhava na cidade.

De acordo com comandante da PM de Paulistana, major Estanislau Felipe, Emerson morava em uma residência sofisticada, de andar, e ainda possuía mais duas casas em construção no mesmo padrão daquela em que vivia. Os imóveis, segundo o PM, ficavam no mesmo quarteirão, a cerca de 500 metros do local onde Emerson vendia a droga.

“A casa onde ele morava era de dois andares, com todo um esquema de segurança na parte externa, câmeras e afins. A parte interna era toda revertida no mármore, cerâmica fina, móveis refinados com revestimento em madeira, piscina e um espaço bem amplo. São bens totalmente incompatíveis com a renda de uma pessoa que consertava carros. O dinheiro que ele usava para adquirir e manter tudo aquilo era oriundo do tráfico. Uma porção de 20 gramas de cocaína, por exemplo, ele vendia a R$ 300 e boa parte da cartela de compradores era de fora da cidade”, explicou o major.

A polícia chegou até Emerson após receber denúncia anônima informando que dois homens em uma motocicleta estariam circulando pela cidade à procura de um ponto de venda de entorpecentes. Trata-se de Eden Cley de Carvalho e Silva, 30 anos; e Valdir de Carvalho Sousa, 49 anos. Após diligências, os dois foram encontrados recebendo um pacote de cocaína das mãos de um adolescente que, segundo a polícia seria aviãozinho do tráfico, ou seja, mediador entre o traficante e o comprador.

“O Emerson também estava lá para verificar a quantia recebida. Interessante é que quando questionamos os compradores sobre a relação deles com o acusado, eles disseram que o Emerson é referência para os usuários de droga da região, por possuir um suporte de vendas para porções maiores, que variam de R$ 250 a R$ 500, e um produto de qualidade”, finaliza o major Felipe.

Emerson, Eder Cley e Valdir foram autuados em flagrante por tráfico e encaminhados para a Delegacia Regional de Paulistana, junto com o menor apreendido.

portalodia.com


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas