Voto de Elmano “custou” R$ 35; o mais caro entre os candidatos imprimir publicado em: 12 / 10 / 2018

elmanoEntre os 10 candidatos ao governo do Estado, o voto que saiu mais caro foi o do Senador Elmano Férrer (PODEMOS). De acordo com a prestação de contas do candidato ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o total das despesas de Elmano foi de R$ 776.216,00 durante a campanha. Ele obteve 22.176 votos, portanto, a média é que cada voto tenha saído por de R$ 35.

O governador Wellington Dias (PT), por exemplo, teve a campanha mais cara nestas eleições. Ele gastou R$ 1.768.900,00 e conseguiu 966.469 votos. Cada voto saiu por R$ 1,83. Veja o ranking abaixo!

O segundo voto mais caro foi o do candidato Valter Alencar (PSC). Com a despesa total de R$ 98.341,86 e 11.015 votos, o jurista gastou em média R$ 8,92 por voto. Em seguida, Romualdo Seno (DC) aparece em 3º lugar na lista. Nas despesas apresentadas à Justiça Eleitoral constam que foram gastos R$ 9.210,15 em sua campanha. Como conseguiu 1.405 votos, cada um custou em média R$ 6,55.

Luciano Nunes, que teve a segunda campanha com maior custo, gastou R$ 1.437.872,09 e teve 300.549, o que resulta em R$ 4,78 por voto. Já Dr. Pessoa, que ficou em segundo lugar na disputa pelo Palácio de Karnak, gastou em média R$ 0,75 por voto. Segundo o TSE, o médico desembolsou R$ 269.824,43 e obteve 355.792 votos. Sueli Rodrigues (PSOL) foi o voto mais barato. Com R$ 355.792,00 de despesas e uma votação com 12.271 eleitores, cada voto saiu por R$ 0,52.

Os candidatos Fábio Sérvio (PSL) e Lourdes Melo (PCO) não informaram o valor de suas despesas de campanha. No site da Justiça Eleitoral consta apenas os valores arrecadados por estes candidatos, que foram: R$ 21.500 (63.431 votos) e R$ 600 (777 votos), respectivamente. Luciane Santos não informou, até o momento, quanto arrecadou e quanto gastou na campanha.

Elmano

portalodia.com

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas