Will Power vence prova em São Paulo e assume liderança da Fórmula Indy - Dono da Notícia
Will Power vence prova em São Paulo e assume liderança da Fórmula Indy   publicado em 02 / 05 / 2011

Will PowerA Fórmula Indy finalmente conheceu nesta segunda-feira (2), o vencedor da etapa de São Paulo, 21 horas depois da primeira largada. Ainda sob chuva, o australiano Will Power sobreviveu à prova caótica no Anhembi e conseguiu a sua segunda vitória seguida no circuito.

Vencedor do ano passado e novo líder do campeonato, Power largou na pole position e manteve a liderança mesmo depois das relargadas causadas pelas sete bandeiras amarelas ao longo da corrida. Em duas horas de disputa, apenas 52 minutos foram de bandeira verde.

Depois da paralisação causada pelo temporal de domingo que causou o adiamento para segunda, a prova não escapou da chuva e das confusões na pista. Power dividiu o pódio com o norte-americano Graham Rahal e o também australiano Ryan Briscoe.

A prova foi péssima para os brasileiros. O melhor foi Vitor Meira, em 17º. Hélio Castroneves completou em 21º, com Tony Kanaan logo atrás. Nenhum dos dois teve chances de lutar por algo, pois eles recomeçaram já com uma diferença de nove voltas em relação aos líderes. Bia Figueiredo e Raphael Matos abandonaram.

“Não tinha muito o que fazer. Tentei não me envolver muito nas disputas, porque obviamente a corrida não era minha. Às vezes eu tentava alguma coisa, só para mostrar que eu estava ali. Mas foi divertido, o carro estava bom”, comentou Helio Castroneves à Rádio Bandeirantes.

Depois da paralisação causada pelo temporal de domingo que causou o adiamento para segunda, a prova não escapou da chuva e das confusões na pista. O reinício da prova foi às 9 horas de Brasília, e os carros já saíram do pit lane sob bandeira amarela. Logo, a chuva começou a cair de novo, mas a relargada foi autorizada mesmo assim.

Mas a chuva apertou, e mandou Sebastien Bourdais e Ryan Hunter-Reay ao muro. Até o líder Will Power deu uma escapada e beijou o guard-rail, mesmo estando com a pista livre à sua frente.

Foi quando os improvisos começaram a acontecer. Após a batida, Hunter-Reay precisou pegar emprestada uma asa do companheiro Mike Conway. Ele saiu dos boxes com o número e o nome do colega na carenagem.

Na relargada na 25ª volta, o japonês Takuma Sato conseguiu ultrapassar Will Power e assumiu a liderança. Houve mais uma bandeira amarela e, na relargada, Raphael Matos abandonou após se enroscar com os compatriotas Tony Kanaan e Helio Castroneves.

Até o atual campeão Dario Franchitti foi vítima do “S’ do Samba. Ele derrapou, veio escorregando e pegou de lado na barreira de pneus. A próxima a sair foi Bia Figueiredo, que teve problemas mecânicos após atingir uma peça do carro de Raphael Matos.

Power retomou a liderança quando Takuma Sato precisou voltar aos boxes. O australiano conseguiu levar o carro à vitória até o momento em que a organização anunciou a última volta, já que o tempo limite de duas horas foi atingido quando eram completadas 55 das 75 voltas previstas.

uol.com

Comente

publicidade

  • publicidade
  • radimagem

redes sociais

publicidade

publicidade