Zika vírus pode ser transmitido de outras 4 formas além do mosquito imprimir publicado em: 24 / 04 / 2016

ZicaO recente surto de microcefalia em bebês tornou o zika vírus uma grande preocupação para todos os brasileiros, mas principalmente para as gestantes. O que nem todos sabem é que ele pode ser transmitido de mais 4 formas além da picada do Aedes aegypti.

O zika vírus encontrou no mosquito Aedes aegypti a sua principal forma de transmissão, mas, além desse vetor, existem estudos que apontam que a doença pode ser passada de outas 4 formas: relação sexual, pelo líquido amniótico, leite materno e transfusão de sangue.

Oito países já notificaram possível transmissão sexual do zika vírus, segundo o mais recente boletim da Organização Mundial da Saúde (OMS). Argentina, Chile, Estados Unidos, França, Itália, Nova Zelândia, Peru e Portugal têm evidência desse tipo de transmissão porque registraram casos autóctones de zika sem ter, em seu território, a presença do mosquito transmissor da doença. Seis países tiveram aumento de casos de microcefalia associados à doença: Brasil, Colômbia, Cabo Verde, Polinésia Francesa, Martinica e Panamá.

O meio de transmissão do zika da mãe para o filho ainda no útero (o que causa a microcefalia) ainda não está totalmente claro. Mas um estudo com gestantes de fetos com microcefalia mostrou a presença do micro-organismo no líquido amniótico, que circunda o bebê dentro da barriga. É provável que o vírus atravesse a barreira placentária – responsável por proteger o bebê de infecções – para contaminar o bebê.

Cientistas da Polinésia Francesa fizeram um estudo com duas mães diagnosticadas com o vírus e seus respectivos bebês, que também tiveram a doença. Foi encontrado RNA de zika no leite materno, mas a transmissão através da amamentação não foi confirmada.

Muitas doenças transmitidas por mosquitos podem também ser passadas por transfusões.Os cientistas polinésios detectaram o vírus também em reservas de sangue destinadas a transfusões. O principal desafio, nesse caso, é o fato de os sintomas demoram alguns dias para aparecer, gerando um intervalo de tempo em que a pessoa acredita estar saudável e apta a doar sangue. Apesar do vírus estar presente nas transfusões, nenhuma pessoa que recebeu o sangue com zika desenvolveu a doença.

uol.com

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas