AlphaGo vence desafio de go contra melhor jogador do mundo imprimir publicado em: 25 / 05 / 2017

Jogo

O jogador chinês Ke Jie reage com frustração diante do tabuleiro de GO durante partida contra o programa de inteligência artificial AlphaGo, da Google, durante a Cúpula Futuro de GO em Wuzhen, na província de Zheijang, na China. Ke Jie, de 19 anos, considerado o melhor jogador de GO do mundo, foi derrotado pela 2ª vez pelo software no jogo de estratégia inventado há mais de 2.500 anos na China, cujo objetivo é cercar o máximo do território do oponente (Foto: Reuters/Stringer)

Máquina 2 x 0 Humano. Foi assim que terminou nesta quinta-feira (25) o aguardado duelo entre AlphaGo, a inteligência artificial desenvolvida pelo Google para jogar go, e Ke Jie, considerado o melhor jogador do mundo da modalidade de jogo de tabuleiro.

A disputa, programada para ter três partidas, no Centro de Convenções de Wuzhen, no leste da China, foi encerrada assim que AlphaGo venceu a segunda rodada. Os dois ainda voltarão a se enfrentar no sábado (27).

Ke, de apenas 19 anos, jogou “perfeitamente” em seus 50 primeiros movimentos, segundo a análise do AlphaGo. Ambos dispõem de três horas cada um para pensar as suas jogadas.

O jovem se surpreendeu com a estratégia adotada pelo sistema de inteligência artificial. “O jogo de hoje foi diferente desde o começo”, disse Ke. “AlphaGo fez alguns movimentos que eram o oposto da minha visão de maximizar a possibilidade de ganhar. Eu também pensei que eu estava muito perto de vencer o jogo no meio, mas talvez isso não era o que AlphaGo estava pensando. Eu estou um pouco triste, e há um pouco de ressentimento porque eu acho que joguei bem.”

Demis Hassabis, chefe da equipe Google DeepMind que começou a projetar o AlphaGo em 2014, comentou que o desfecho do jogo era tão imprevisível que a máquina teve de operar em sua máxima capacidade. “Para os primeiros 100 movimentos foi o mais próximo que chegamos de ver alguém jogar contra a versão máster do AlphaGo”, afirmou.

O AlphaGo já conseguiu no go, um jogo com mais de 2,5 mil anos de idade e originado na China, desenvolver novos movimentos que, na opinião de Hassabis, antigo menino prodígio do xadrez, “desafiam milênios de sabedoria tradicional” e ainda pode continuar crescendo.

O AlphaGo que joga contra Ke Jie é uma versão melhorada da que derrotou em 2015, por 5 a 0, o jogador de origem chinesa estabelecido na França Fan Hui, campeão da Europa e que em 2016 ganhou por 4 a 1 do sul-coreano Lee Sedol, 18 vezes campeão mundial.

G1


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Biocentro

últimas