Após empatar em casa, Carille minimiza fala de Renato: ‘Nada’ imprimir publicado em: 16 / 07 / 2017

carilleFábio Carille evitou polemizar com Renato Gaúcho depois de o técnico do Grêmio dizer que o Corinthians vai “despencar” no Campeonato Brasileiro.

Após o empate por 2 a 2 com o Atlético-PR, em Itaquera, o treinador alvinegro destacou a maturidade do elenco para não se importar com as provocações, mas se mostrou incomodado com as perguntas sobre quando o Corinthians perderá pela primeira vez no Campeonato Brasileiro.

– Não tenho nada para falar sobre isso. O grupo é muito maduro. Isso é muito pequeno perto das cobranças que aconteceram no começo do ano. Isso aí não é nada pelo tanto que fomos bombardeados. Ninguém aqui dentro falou sobre isso a não ser o Marquinhos, que foi perguntado na entrevista – disse o técnico.

Na parte final da coletiva, Carille voltou a ser questionado sobre as declarações do treinador do Grêmio e novamente valorizou os jogadores.

– A questão do Renato eu não tenho o que falar. Cada um fala o que quer. A gente continua trabalhando do nosso jeito. Se está achando que vai afetar… Nosso grupo é muito maduro. O que esse grupo passou no começo do ano até o jogo do 1 a 0 contra o Palmeiras (pelo Paulistão), isso aí não é nada – afirmou.

O técnico do Timão só não gostou quando foi questionado sobre a invencibilidade no Brasileirão. O Corinthians acumula 11 vitórias e três empates, chegando aos 36 pontos. Carille garante que está preocupado apenas com o rendimento da equipe e não apenas com os resultados obtidos.

Fábio Carille aprovou a exibição contra o Furacão. O Timão saiu em desvantagem, virou com dois gols de Jô, mas sofreu o empate nos minutos finais em chute de Otávio que Balbuena tentou cortar.

– Parabenizei pela entrega e pelo ponto conquistado. Lá na frente vamos lembrar desse ponto e falar da importância dele. O rendimento eu já falei que foi bom. O resultado acontece, o campeonato é difícil. O Avaí ganhou do Grêmio, coisa que ninguém esperava. Se estivéssemos com 26 ou 27 pontos, todo mundo aqui estaria feliz. Estamos com 36. Essa é a verdade. Poderíamos estar embolados com os primeiros. Cria a sensação de que vamos pegar o Atlético-PR em casa e ganhar. Não é assim.

O goleiro Cássio também minimizou as declarações de Renato Gaúcho:

– Se a gente fosse dar bola para tudo o que falaram desde o começo do ano, não teríamos ganhado o Paulista nem estaríamos em uma sequência histórica no Brasileiro. A gente tem que entender que isso pode ser uma tática do treinador para motivar a sua equipe. Aqui não pensamos em dar resposta, mas com o Corinthians. E não é só porque o Corinthians está em primeiro, sempre falam do Corinthians porque é muito grande, se não a maior equipe do Brasil. Acho que temos de nos preocupar com nosso trabalho. Estamos tento isso, nos preocupamos com nossa equipe, não com o que os outros pensam. Estamos focados, concentrados, com uma equipe muito unida. Vamos pensando jogo a jogo.

globoesporte.com


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

    Esporte

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas