Caso Iarla Barbosa: juiz quebra sigilo telefônico de tenente imprimir publicado em: 08 / 07 / 2017

casalO juiz Luiz de Moura Correia, da Central de Inquéritos de Teresina, autorizou a quebra do sigilo telefônico do 2º tenente do Exército, José Ricardo da Silva Neto, acusado de matar com vários tiros a namorada Iarla Lima Barbosa dentro do carro no dia 19 de junho. O casal estava na companhia de uma irmã da vítima e uma amiga, que ficaram feridas. As duas foram internadas no Hospital de Urgência de Teresina (HUT). Ilana Lima (irmã), de 22 anos, teve traumatismo craniano ocasionado por um tiro de raspão, já Joseane Mesquita (amiga) foi atingida  no braço.

O pedido de autorização judicial do Núcleo Policial Investigativo de Feminicídio (NPIF)  é para que sejam analisadas extrato de dados, imagens, vídeos, mensagens e redes sociais do tenente com o fim de subsidiar as investigações.

Segundo o juiz, a extração dos dados do celular Grand Duos Samsung e de um Iphone apreendidos com o acusado é de fundamental importância para o desenrolar das investigações. A decisão foi publicada nesta sexta-feira (7).

“Razão pela qual o direito à privacidade e à intimidade deve ceder espaço aos ditames de segurança pública e a própria preservação da ordem jurídica, uma vez que a cláusula tutelar da inviolabilidade da intimidade não pode constituir instrumento de salvaguarda de práticas ilícitas”, justifica o juiz.

Ainda de acordo com magistrado, caso seja necessário, o Instituto de Criminalística deve proceder o exame pericial nos telefones seguindo os moldes do requisitado pela autoridade policial.

Trecho da decisão

trecho

O crime ocorreu durante a madrugada do dia 19 de junho e o suspeito chegou a levar o corpo da namorada para o apartamento onde mora no bairro Santa Isabel.  A vítima ficou dentro do carro, estacionado na garagem do condomínio. O coordenador da Delegacia de Homicídios, delegado Francisco Baretta, disse que o tenente do Exército confessou que matou a namorada.

A estudante foi sepultada no município Governador Eugênio Barros, a 372 km de São Luís.

Cidadeverde.com


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Biocentro

últimas