Ciro Nogueira e Elmano Férrer recuam em processo contra Regina imprimir publicado em: 14 / 07 / 2017

senadores

Ciro Nogueira e Elmano Férrer

Os senadores Ciro Nogueira (PP) e Elmano Ferrer (PMDB) voltaram atrás em relação a representação no conselho de ética contra as seis senadoras que ocuparam a Mesa Diretora do Senado Federal, incluindo a piauiense Regina Sousa (PT). Os dois assinaram o pedido de reconsideração, formulado pelas próprias senadoras, pedindo que o presidente da Comissão de Ética, João Alberto (PMDB-MA), reconsidere a admissibilidade da instalação do processo contra as parlamentares.

Ao total, 27 senadores pediram ao presidente da comissão de ética que reconsidere a decisão de abrir procedimentos disciplinares contra as senadoras.

Além de Regina Sousa (PT), ocuparam o espaço da Mesa no Plenário as senadoras Angela Portela (PDT-RR), Fátima Bezerra (PT-RN), Lídice da Mata (PSB-BA), Gleisi Hoffmann (PT-PR) e Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM). O comportamento, segundo elas, foi para forçar um diálogo no sentido de retirar da proposta de reforma trabalhista, trechos considerados extremos, como o que permite mulheres gravidas trabalharem em condições insalubres.

O documento acusando as senadoras de quebra de decoro parlamentar foi protocolado pelo senador José Medeiros (PSD-MT) e teve o apoio de outros 14, incluindo Ciro e Elmano. O ato das senadoras foi considerado pelo presidente da comissão como antidemocrático.

A senadora Regina Sousa (PT) afirmou que está pronta para apresentar defesa e mostrou desapontamento com o fato de Elmano Ferrer (PMDB) assinar a representação. “O Elmano, pela amizade, acho que ele poderia se abster disso. Do Ciro não, depois do que ele fez com a Dilma não espero mais nada dele”, pontuou a parlamentar.

 

portalodia.com


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Biocentro

últimas