Delegados afirmam que governo quer “desviar o foco” imprimir publicado em: 11 / 07 / 2017

Após a nota emitida pela Secretaria de Segurança Pública, representada pela Delegacia Geral de Polícia Civil, a categoria dos delegados, representados pelo Sindicato de Delegados de Polícia Civil (Sindepol), se manifestou lamentando a atitude do delegado-geral e alegando serem inverídicos os fatos noticiados.

delegados

Delegados entregam cargos

De acordo com a presidente do sindicato, Andrea Magalhães, o delegado-geral tentou intimidar a categoria, em especial, os que estão em estágio probatório. “O delegado usa ato intimidatório de maneira ilegal com argumentos que não se sustentam para intimidar os delegados. Ele tem que fazer na base da lei. Não pode intimidar delegado em estágio probatório. Não é proibido a eles fazerem reivindicações”, relatou a delegada.

Andrea Magalhães afirmou que, caso a delegacia geral abra o processo contra os delegados, o sindicato também vai recorrer à corregedoria contra a atitude do delegado: “Do jeito que ele cita, o sindicato também vai encaminhar à corregedoria denúncia. Isso não é conduta de delegado, intimidar delegado de polícia”.

O sindicato acredita que a nota ser emitida pela Delegacia Geral teve como objetivo desviar o foco. “Isso foi pra desviar o foco. O delegado fez foi assumir a responsabilidade do governador. A gente sabe que não tem investimento. E quem tem que dar as caras é o governador e o secretário”, afirmou a presidente do Sindepol. Ela fez denúncias também contra o delegado geral Riedel Batista: “Um delegado se passar por isso, intimidar a própria classe? Só justifica o que ganha do governo para estar lá no lugar”, cutuca.

Sobre, na nota, a delegacia afirmar que não é atribuição do sindicato proceder a entrega dos cargos, a delegada disse que cada delegado fez sua entrega pessoal. “Ele está de novo faltando com a verdade. Cada delegado fez o seu ofício. A entrega foi pessoal, de cada delegado. Ele quer é esconder a vergonha dele. Porque 22 regionais serem entregues…”, explica Andrea Magalhães.

O Sindicato afirma que vai reunir delegados ainda nesta terça-feira (11) e vai emitir uma nota refutando as afirmações do delegado geral e afirmando que não vão se intimidar.


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

    Esporte

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas