“Estrada da morte”, BR-135 é interditada por moradores imprimir publicado em: 01 / 07 / 2017

br135Conhecida como a “estrada da morte”, a BR 135 foi interditada em diversos pontos entre os municípios de Corrente e Bom Jesus, no extremo sul do Piauí, nesse sábado (01). O bloqueio é em forma de protesto diante dos diversos acidentes trágicos já ocorridos na via.

Com cartazes, faixas e carros de som, os manifestantes colocaram um trator sobre a ponte do Rio Gurguéia e fecharam a pista nos dois sentidos, em Bom Jesus. Cerca de 50 pessoas participam do protesto que segue sem previsão para liberação da via.

Um longa fila de caminhões, motocicletas e veículos de passeio já se formam no trecho que compreende a cidade de Bom Jesus.

Já em Corrente, a ponte do Rio Corrente foi bloqueada. A manifestação é em prol do alargamento da  BR 135 e a construção de acostamento, além da melhoria na sinalização da rodovia.

A Polícia Rodoviária Federal já fez um estudo e recomendou ao Governo Federal que a via seja interditada até que sejam executadas obras para garantir a segurança dos motoristas.

Pelo menos 45 acidentes já ocorreram na região, com 35 mortes e 34 feridos somente este ano (2017).

Liberação de recursos para a BR 135

 Na última quinta-feira (29), o governador Wellington Dias reuniu-se, em Brasília, com o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, e com a bancada do Piauí no Congresso Nacional com o objetivo de debater soluções para a BR-135. No encontro, foi acertado compromisso para liberação de recursos para o início das obras de alargamento da rodovia.

Com o alargamento, a BR-135 terá 190 km, com 7 metros de pista de rolamento e 2,5 metros de acostamento. Durante a reunião, também ficou definido que medidas emergenciais serão tomadas nos pontos mais críticos da rodovia.

protesto br135

PortalAZ


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

    Esporte

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas