Exército apura acidente que deixou soldado morto; 4 estão na UTI imprimir publicado em: 10 / 07 / 2017

caminhão

Pelo menos 20 militares do Exército ficaram feridos (Foto: Barras Virtual)

O Exército Brasileiro instaurou inquérito policial militar para apurar a causa do acidente com um caminhão, que vitimou o soldado Pedro Henrique Pimentel e deixou 25 feridos nesse domingo (9) na PI-113, Norte do Piauí. Ao todo, 12 feridos receberam alta e 13 permanecem internados. O velório do soldado Pimentel aconteceu na manhã desta segunda-feira (10) na capela do 25º Batalhão de Caçadores.

O caminhão com 26 militares tombou na tarde desse domingo, quando voltava da obra de uma ponte que liga as cidades de Batalha e Esperantina. O capitão Miguel Batista, comandante da Companhia da Polícia Militar de Barras, informou que ainda não se sabe o que teria causado o tombamento do caminhão, que caiu em uma ribanceira.

Segundo o comandante do 2º Batalhão de Engenharia de Construção (BEC), coronel Alessandro da Silva, inicialmente todos os feridos foram removidos em ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e Corpo de Bombeiros para o Hospital Regional Leônidas Melo, em Barras. Na tarde de domingo, eles receberam transferência para Teresina.

“Quatro militares estão em situação mais grave e inspiram cuidados. Eles seguem internados em UTI, três com traumatismo craniano e um com trauma de pneumotórax. Outros cinco feridos permanecerão por mais tempo hospitalizados para um acompanhamento e tratamento, e quatro pessoas aguardam receber alta”, informou o coronel Alessandro da Silva.

O comandante explicou que os militares embarcaram dia 4 de junho para a região de Batalha, onde realizavam obras de conversão e manutenção da BR-222. O serviço é um convênio feito com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT).

“O veículo envolvido no acidente era militar, do ano de 2013 e tinha 16 mil quilômetros rodados, ou seja, era novo. O caminhão foi padronizado pelo Exército Brasileiro, que realizou todos os testes de segurança, e também era utilizado para transporte de tropa. Vamos apurar as circunstâncias do acidente e conversar com o motorista, que já recebeu alta”, disse o comandante.

 

Portaldaclube


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

    Esporte

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas