Marcelo Serrado é acusado de dar calote de R$ 100 mil imprimir publicado em: 17 / 05 / 2017

Marcelo SerradoMarcelo Serrado responde a um processo movido pela decoradora Claudia Hauer, na 19ª Vara Cível do Rio de Janeiro, e pode ter sua casa em São Conrado vistoriada por um perito. Isso porque o ator é acusado de calote, mas afirma que não pagou porque o serviço realizado foi mal feito.

A dívida cobrada é avaliada em R$ 100 mil, pela decoração de dois andares do imóvel do famoso. Segundo a revista “Veja”, a profissional é amiga da esposa do artista e foi contratada para reformar apenas o piso principal da casa.

Contudo, o resultado teria agradado e Serrado decidiu mudar também o segundo andar. Além da decoração, Claudia teria feito uma obra que incluiu de rebaixamento do teto a substituição do sistema elétrico e hidráulico.

Na ação, Hauer alega que fez uma série de cobranças ao longo do tempo em que trabalhou para o veterano, mas recebeu apenas cheques que foram devolvidos pelo banco. Um secretária do ator fez uma planilha com cronograma de pagamento, que não foi cumprido.

Em uma troca de mensagens, a autora da ação explicou que era “recorrente a devolução dos cheques” emitidos. “Querida, veja com a Andreia [secretária] na quarta […] ela vai te ligar e pagar na quarta sem falta”, respondeu Serrado.

Contudo, Claudia ficou sabendo que o contrato foi, na verdade, rescindido sob alegação de que o serviço prestado era “péssimo”. Inclusive no processo, Marcelo diz que não recebeu assistência e caiu em uma “arapuca”.


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

últimas