Marcos deixa delegacia após depoimento sobre suposta agressão imprimir publicado em: 12 / 04 / 2017

delegaciaO ex-BBB Marcos Harter saiu por volta das 14h desta quarta-feira, 12, da Delegacia de Atendimento à Mulher (DEAM), no bairro de Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio. Acompanhado por seguranças, ele deixou o local após três horas. Assim como fez na chegada, ele também não falou com a imprensa na saída.

Um grupo de admiradores de Marcos o esperava do lado de fora da delegacia e gritou de palavras de apoio para o médico. “Força Marcos, estamos com você”, diziam as pessoas. Após entrar no carro que o esperava, ele acenou e sorriu para os admiradores e fotógrafos.

Ele foi ao local prestar depoimento sobre a suspeita de agressão a Emilly Araújo, com quem viveu um relacionamento durante o “BBB 17”. Suas explicações foram ouvidas pela delegada-titular Viviane Costa Ferreira.

“Quando a Polícia Civil tomou ciência de um possível delito de violência doméstica, analisamos alguns momentos e vimos que havia indícios de lesão corporal e abrimos um inquérito”, disse a delegacia aos repórteres, após a saída de Marcos. “Quando o delegado de polícia toma conhecimento, tem obrigação de apurar. Fiz a diligência na emissora na segunda-feira com o fim de angariar provas. Naquele momento, foram solicitadas imagens de câmeras e foram feitos convites para Emilly e Marcos comparecerem à delegacia”, explicou ela.

“Gostaria de deixar claro que a decisão de eliminar Marcos do programa foi unilateralmente feita pela emissora. A Polícia Civil não tem ligação com essa decisão. O próximo passo será a análise das imagens e, assim que for concluído o inquérito, vocês terão mais declarações”, explicou Viviane Costa Ferreira.

Segundo Márcia Noeli, diretora da Divisão de Atendimento à Mulher da Polícia Civil do Rio, Emilly também será convocada a depor e isso deverá acontecer na próxima segunda-feira, 17. “Eu e Viviane vimos tudo o que foi relatado. Foi instaurado o inquérito e ainda temos que ouvir a Emilly”.

“Ainda estamos investigando a questão da violência doméstica. Se for provado, de um modo geral, a pena é de 1 a 3 anos. Quero deixar claro o quanto é importante falarmos sobre o tema. Muitas mulheres se sentem culpadas, acham que a culpa é delas. Digo sempre para as mulheres denunciarem. A gente tem que interromper”.

 Entenda o caso
Na segunda-feira,11, a diretora da Divisão de Polícia de Atendimento à Mulher do Rio, Márcia Noeli, determinou a investigação do caso e Marcos foi expulso do “BBB 17” no mesmo dia. O anúncio foi feito pelo apresentador Tiago Leifert, que justificou a decisão pelos indícios de agressão a Emilly. Ele também vinha apresentando comportamento agressivo com outros participantes nas últimas semanas. Em uma briga que aconteceu na madrugada de domingo, Marcos chegou a encurralar Emilly em um canto, colocou o dedo na cara na estudante e a segurou com força. A estudante reclamou de dor no pulso.

marcos e emillyApós deixar a casa, o médico escreveu um texto para se defender das acusações de agressão e pedir desculpas. Na publicação feita no Instagram na manhã de terça-feira, 11, ele diz que não teve intenção de machucar sua namorada.

“Como todo casal, passamos por momentos de alegria, ansiedade, euforia e tensão. Jamais tive a intenção de machucar física ou emocionalmente uma pessoa pela qual nutri tanto carinho e afeto. O programa tem um formato destinado a levar nosso emocional ao limite e consequentemente os nervos à flor da pele. Repito: jamais tive a intenção de machucá-la ou agredi-la, estou surpreso com tudo que está acontecendo. Peço desculpas a todos os envolvidos, Emilly, sua família, demais participantes e a todo o Brasil”, escreveu Marcos.

 A expulsão
Tiago Leifert fez o anúncio da expulsão de Marcos Harter logo no início do programa que foi ao ar na noite de segunda-feira, 10. “A gente recebeu a delegada titular da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher, que nos solicitou as imagens das discussões entre o Marcos e a Emilly. A delegada instaurou o inquérito para apurar uma possível agressão física. Com base nesse inquérito, tivemos uma nova conversa profunda com a Emilly, inclusive com exame médico”, disse o apresentador.

Leifert continuou: “Desde o primeiro momento, desde que tudo aconteceu, a Globo agiu firmemente, incansavelmente. A gente envolveu advogados, especialistas, psicólogos, conversamos muito para tomar a decisão correta, a decisão justa. Na conversa de hoje, ficaram comprovados indícios de agressão física. No ‘BBB’, agressão gera expulsão, e decisão foi tomada. O Marcos está eliminado do ‘BBB 17’. Com isso, a nossa vida aqui tem que continuar. A gente vai declarar Ieda, Emilly e Vivan finalistas do programa daqui a pouco.”

Ego


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Biocentro

últimas