Segunda, 27 de maio de 2019
86 98179 0860
Cidades

20/02/2019 às 10h59

Redação

Teresina / PI

Sem previsão de recuperação, açude passará por operação tapa-buracos
O Departamento Nacional de Obras Contra a Seca (DNOCS) e o Departamento de Estradas de Rodagens (DER) se reuniram na tarde desta terça-feira (19) para tratar sobre a barragem.
Sem previsão de recuperação, açude passará por operação tapa-buracos

Após reunião, na tarde desta terça-feira (19), para tratar sobre a situação do açude Caldeirão, em Piripiri, Norte do Piauí, o Departamento Nacional de Obras Contra a Seca (DNOCS) e o Departamento de Estradas de Rodagens (DER) informaram que ainda não há previsão para execução de obras de recuperação e que a PI-327, rodovia estadual que passa por cima da parede da barragem passará por operação tapa-buracos.

De acordo com o Ministério Público as obras emergenciais deveriam ter iniciado há uma semana. O órgão conseguiu, por meio de ação civil pública, uma liminar determinando o início dos reparos. Com o atraso, o MP requereu o bloqueio de R$ 1 milhão do Governo do Estado, com objetivo de acelerar o processo.

O DNOCS assegura que não há risco de rompimento da barragem. “A mídia teve conhecimento de um relatório que foi feito em dezembro de 2018, que apontava algumas anomalias, mas de lá para cá foram feitas algumas correções", informou o coordenador estadual do DNOCS no Piauí, Djalma Bezerra.

Uma nota técnica emitida pelo órgão afirma que não há risco de rompimento da barragem, que o projeto de recuperação já foi elaborado e os recursos necessários requeridos ao Ministério do Desenvolvimento Regional para as obras.

"Nosso engenheiro esteve lá e verificou que embora tenha algumas irregularidades, algumas anomalias, não há um risco eminente", declarou Djalma Bezerra.

O coordenador do DNOCS no Piauí explicou que a barragem Caldeirão está no Programa de Reabilitação de Barragens (PROSB), que disponibiliza recursos para recuperação de barramentos.

“Na próxima semana queremos dar o pontapé para o procedimento licitatório. Estamos com um milhão de reais disponibilizados”, disse Djalma Bezerra.

Tapa-buracos

O início das obras emergenciais depende do fim do processo licitatório. Enquanto isso, o DER anunciou que vai realizar uma operação tapa-buracos na PI-327, rodovia estadual que passa por cima da parede da barragem. Laudos do DNOCS apontam que a falta de drenagem provocou anomalias no local.

“Por enquanto continuaremos com a operação tapa-buracos por conta do período chuvoso e depois vamos retirar o trecho estragado e colocar um trecho novo. Assim nós restauramos a malha viária. Nossos técnicos já fizeram a topografia. Vamos fazer uma estrada nova com drenagem nova para que não tenha mais nenhum problema”, disse Castro Neto, diretor do DER.

O diretor afirmou que os problemas de drenagem na rodovia se devem ao fato das obras serem antigas. “É uma barragem feita há bastante tempo e nessa época o DER passou um revestimento asfáltico em cima da parede. Isso foi há cerca de 10 anos, a vida útil desse asfalto já se exauriu”, explicou.

“É natural que existam fissuras e buracos. Com o tráfego pesado e com as chuvas, isso aumenta. Como lá não tem inclinação, quando chove a água empoça e infiltra”, completou o diretor do DER, Castro Neto.

FONTE: G1 Piauí

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium