Sexta, 23 de agosto de 2019
86 98179 0860
Política

29/05/2019 às 16h42

Redação

Teresina / PI

Com previsão de R$ 11,8 bilhões, LDO será votada antes do recesso da Alepi
Orçada pelas metas fiscais em R$ 11,8 bilhões, os recursos projetam receita e despesa em resultado primário de crescimento do PIB em 2.5%
 Com previsão de R$ 11,8 bilhões, LDO será votada antes do recesso da Alepi

O cronograma de elaboração da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2020 foi aprovado nesta quarta-feira (29) na Comissão de Finanças e Tributação da Assembleia Legislativa do Piauí.

Orçada pelas metas fiscais em R$ 11,8 bilhões, os recursos projetam receita e despesa em resultado primário de crescimento do PIB em 2.5% e têm previsão de limite nas emendas parlamentares em 30% para as áreas da educação, saúde e cultura, proposta feita pelo governo estadual.

Dia 12 de junho será realizada audiência pública na Alepi na qual os poderes e a sociedade podem opinar no orçamento do Estado para 2020. O prazo máximo para apresentação de ementas é 19 de junho. No dia 26 de junho a comissão deve apresentar o relatório final e a LDO será votada até o recesso da Alepi.

Percentual obrigatório

No que diz respeito às emendas para a área da cultura, dentro do percentual obrigatório de 30%, os recursos devem ser destinados a projetos dentro do calendário de eventos do governo do Estado. "O governo terá que encaminhar o calendário para sabermos par onde serão destinadas as emendas", pontuou Franzé.

Para o presidente da Comissão, o percentual obrigatório é moderado diante do valor de 50% previsto pela União. "Aqui para três esferas de despesa. Acredito que o governo teve a preocupação. São seguimentos que a população requer do poder executivo ações", avalia o deputado Franzé.

Aumento para servidores

Segundo o presidente da Comissão de Finanças do Legislativo, na LDO não há previsão de aumento para servidores. "As metas fiscais geram em torno de receita e despesa e percentuais de gastos. Não há essa limitação [para aumento de vencimento], essa limitação vem no orçamento", explicou o deputado.

Questionado sobre possibilidade de novos concursos e convocações de classificados para o funcionalismo público estadual, Franzé descartou a viabilidade para 2020.

FONTE: Cidade Verde

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium