domingo, 16 de junho de 2019
86 98179 0860
Política

04/06/2019 às 09h44

Redação

Teresina / PI

Justiça determina que Assembleia Legislativa divulgue folha de pagamento
Alepi tem 60 dias para divulgar nomes dos parlamentares e dos servidores ocupantes de cargos de provimento efetivo, pertencentes ao quadro de pessoal do Legislativo, ativos e inativos entre outras informações.
Justiça determina que Assembleia Legislativa divulgue folha de pagamento

Uma decisão da 2ª Vara dos Feitos da Fazenda Pública da Comarca de Teresina determinou que a Assembleia Legislativa do Piauí disponibilize, em seu Portal da Transparência, informações detalhadas sobre a folha de pagamento, uso da verba de gabinete e uso de verba indenizatória de todos os deputados e servidores da Casa. A decisão é uma resposta à Ação Popular movida pelo advogado André Portela, fundador da plataforma Custo Piauí, que visa dar publicidade aos gastos dos órgãos públicos, através da internet.

Pela decisão, a Assembleia Legislativa terá que disponibilizar, em um prazo de 60 dias: a relação de nomes dos parlamentares e dos servidores ocupantes de cargos de provimento efetivo pertencentes ao quadro de pessoal do Poder Legislativo, ativos e inativos; Relação de nomes de membros e servidores com funções gratificadas ou comissionadas; As remunerações discriminadas, incluindo subsídio ou vencimento, gratificações, diárias, indenizações e quaisquer outras verbas pagas aos parlamentares e aos servidores a qualquer título, publicadas mensalmente.

A Assembleia Legislativa também deverá apresentar em seu Portal da Transparência os planos de carreiras e estruturas remuneratórias das carreiras e cargos;  e o quantitativo de cargos vagos e ocupados, discriminados por carreiras e cargos.

Caso a Assembleia Legislativa não implemente as mudanças no prazo de 60 dias, a multa diária estabelecida pela decisão é de R$ 100 mil, podendo chegar à R$ 2 milhões.

A Assembleia Legislativa informou, por meio de sua assessoria de comunicação, que só vai se manifestar após ser notificada da decisão judicial, o que, até a tarde dessa segunda-feira, ainda não tinha acontecido.

FONTE: Jornal O Dia

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium