Sábado, 17 de agosto de 2019
86 98179 0860
Educação

02/07/2019 às 16h03

Redação

Teresina / PI

MEC libera a segunda chamada do ProUni 2019/2
Confirmação das informações devem ser feitas até o dia 8 de julho. Horários e locais devem ser informados junto à instituição.
MEC libera a segunda chamada do ProUni 2019/2

A segunda chamada do Programa Universidade Para Todos (ProUni) 2019/2 foi divulgada nesta terça-feira, 2 de julho.

Confira a 2ª chamada do ProUni 2019/2

Para a confirmação das informações de inscrição, os candidatos pré-selecionados terão que ir às instituições de ensino até dia 8 de julho. Os estudantes devem apresentar a documentação comprobatória para confirmar as informações de inscrição no ProUni. Os horários e locais devem ser informados junto à instituição.



Lista de Espera

Os candidatos que não foram convocados na chamada regular e na 2ª chamada do ProUni 2019/2 poderão manifestar interesse pela Lista de Espera nos dias 15 e 16 de julho. A relação de quem demonstrou interesse será disponibilizadas para as instituições de ensino a partir do dia 18 de julho.



ProUni 2019/2

A seletiva do ProUni 2019/2 foi destinada aos candidatos que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018. O programa recebeu inscrições de 11 a 16 de junho. O resultado foi divulgado no dia 18 de junho.

O Ministério da Educação (MEC) ofereceu 169.226 bolsas de estudo, sendo 68.087 integrais e 101.139 parciais. O programa contou com 797.615 inscrições e 417.102 candidatos inscritos. São Paulo foi o estado que mais ofereceu bolsas (32.776). Os cursos com mais vagas foram Administração (17.004), Pedagogia (13.387) e Ciências contábeis (10.817).

Ao 33.830 cursos de graduação ministrados em 1.100 instituições de ensino tiveram vagas ofertadas pelo ProUni. A maioria das bolsas integrais (34.903) foram destinadas aos cursos de Ensino a Distância (EaD) e a maioria das bolsas parciais foram para os cursos presenciais no turno noturno.



Como funciona o ProUni?

Para se inscrever no ProUni o candidato precisa ter alcançado média de 450 pontos nas provas do Enem, pontuação acima de zero na redação e se encaixar nos seguintes critérios:

    Não ter curso superior concluído;
    Ter estudado o Ensino Médio todo em escola pública ou como bolsista integral em colégio particular;
    Ter alguma deficiência;
    Ser professor de rede pública (categoria em que não há comprovação de renda).

As bolsas são divididas de acordo com a renda do candidato. Veja:

    Bolsas de 100% - candidatos com renda de até 1,5 salário-mínimo por pessoa da família
    Bolsas de 50% - candidatos com renda de até 3 salários-mínimos por pessoa da família


FONTE: Brasil Escola

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
Mais lidas
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium