domingo, 15 de setembro de 2019
86 98179 0860
Cidades

09/07/2019 às 10h58

Redação

Teresina / PI

Lagoa do Portinho é transformada em área de proteção ambiental
Além do ponto turístico, outras duas áreas também viraram em parques ambientais.
Lagoa do Portinho é transformada em área de proteção ambiental

Foram assinados na tarde desta segunda-feira (8), os decretos de criação de três novos parque ambientais em diferentes áreas do Piauí. Um dos decretos transforma em área de proteção ambiental a Lagoa do Portinho, manancial costeiro localizado entre os municípios de Parnaíba e Luís Correia, e que é um dos principais pontos turísticos do Estado.

A lagoa, que passou por problemas nos últimos anos com o avanço das dunas e diminuição do nível d'água, passou a ser reabastecida recentemente e a receber novamente banhistas. Segundo o Governo do Estado, com a criação do parque ambiental, o cartão postal passa a receber uma atenção ainda maior quanto à conservação e proteção da fauna, da flora, preservação das margens, da biodiversidade, além da garantia dos recursos hídricos. A Lagoa do Portinho agora torna-se uma Área de Relevante Interesse Ecológico (Aire).

“Nos permite trabalhar um conceito do turismo com um olhar bem maior com a parte ambiental. Ter uma alternativa para reintegrar o rio Portinho com a lagoa, permitindo a recarga adequada de água. A própria integração da cidade agora tem que ser bem mais cuidadosa, considerando a beleza e a fragilidade que temos ali”, destacou o governador Wellington Dias.

A audiência de assinatura contou com a presença da secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Sádia Castro; do secretário de Governo, Osmar Júnior; e do comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Carlos Frederico. Além da Lagoa do Portinho, os decretos também criaram dois novos parques, um no município de Campo Maior e o outro entre os municípios de Nazaré do Piauí e São Francisco do Piauí.

Em Campo Maior foi criado o Parque Estadual da Serra do Santo Antônio. Entre outros objetivos, o decreto visa estabelecer um controle mais eficaz sobre aquele ecossistema, considerado de extrema relevância local e regional.  Já a terceira área de proteção, a Lagoa de Nazaré, importante manancial de água para Nazaré do Piauí e São Francisco do Piauí, passa a receber cuidados especiais para sua manutenção e preservação.

O próximo passo é a criação do Plano de Manejo, onde ficarão estabelecidas as diretrizes para aproveitamento econômico e turístico dessas áreas de preservação. “Há um regramento para que elas possam ser exploradas, tanto do ponto de vista do empreendimento (econômico), quanto do ponto de vista turístico e do entretenimento. São áreas que podem ser exploradas, mas não degradadas” explicou a secretária Sádia Castro.

O Piauí passa a contar com sete áreas de proteção em nível estadual. O governo vai desenvolver projetos e apresentar à Agencia Francesa de Desenvolvimento, buscando atrair investimentos para as novas áreas de proteção, com recursos do Fundo das Mudanças Climáticas.

FONTE: Portal O Dia

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
Mais lidas
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium