Terça, 12 de novembro de 2019
Polícia

11/07/2019 às 09h27

Redação

Teresina / PI

Preso suspeito de usar GPS em moto para fraudar percurso de carro-pipa
No início deste mês, o 25º Batalhão de Caçadores, responsável pela operação carro-pipa no Piauí, já tinha denunciado esse esquema fraudulento.
 Preso suspeito de usar GPS em moto para fraudar percurso de carro-pipa

O Exército Brasileiro confirmou a prisão, pela Polícia Militar, de um homem suspeito de fraudar o percurso dos caminhão-pipa em Simões (a 440 km de Teresina). O flagrante foi realizado por uma guarnição da 2ª Companhia de Simões, por volta das 10 horas de segunda-feira (08). No início deste mês, o 25º Batalhão de Caçadores, responsável pela operação carro-pipa no Piauí, já tinha denunciado ao site esse esquema fraudulento.

O capitão Vicente Veloso, coordenador da operação carro-pipa do 25º Batalhão de Caçadores (25 BC), afirmou que o suspeito estava com dois aparelhos de monitoramento (GPS) fazendo rondas em uma motocicleta quando foi flagrado pelos policias militares.

Os aparelhos deveriam estar acoplados nos caminhões-pipa contratos para fazer o serviço de entrega de água às comunidades carentes da região, e que necessitam da água para sobreviver.

"Assim que tivemos conhecimento da prisão enviamos uma equipe para Simões. Nós identificamos que os dois pipeiros contratados para prestar o serviço são da cidade vizinha, Caridade do Piauí. A equipe se deslocou até lá e já fez a notificação de suspensão imediata do contrato", comentou o capitão. Um novo processo será aberto para contratar novos pipeiros para que a região não fique desassistida.

O capitão ressaltou que os equipamentos apreendidos com o motociclista que fraudava a rota, e participa desse esquema de fraude, foram encaminhados para a Justiça Federal. Os dois pipeiros vão responder criminalmente.

 Ao ser preso, o motociclista relatou aos policias militares que foi contratado para fazer o percurso por um terceiro. Ele alegou que aceitou o trabalho por dinheiro para sustentar a família. O motociclista foi preso com os equipamentos na localidade de Pé da Serra do Olho D'água, na zona rural de Simões.

A Policia Militar destacou que o suspeito foi encaminhado para a Delegacia Regional de Simões. O delegado titular, Ramon Brito, disse que o rapaz preso em flagrante foi liberado e responderá a inquérito policial.

Sobre a fraude, a PM explicou, em nota, que é uma tentativa de burlar o Exército Brasileiro: "o GPS faz parte do caminhão-pipa e indica com precisão o trajeto feito por ele,  do local de onde faz a captação d'água até seu destino final. Os infratores deixam o carro-pipa em pontos estratégicos, tiram o GPS e colocam numa mochila. Para concretizar o crime, utilizando-se de uma motocicleta para fazer o trajeto do caminhão-pipa", relatou.

Atualmente,  o Exército Brasileiro abastece mais de 100 mil famílias no semiárido em 29 municípios piauienses. Para atender a demanda na operação, um caminhão custa de R$ 6 mil a R$ 16 mil no Piauí, dependendo do percurso que faz e quantidade carradas entregues. 

O Exército está com um processo administrativo aberto para investigar pipeiros suspeitos de adulteração de equipamentos no interior do estado. Eles utilizam motos, bicicletas e veículos de passeio para tentar driblar o percurso de caminhões-pipa.


FONTE: Cidade Verde

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium