domingo, 15 de dezembro de 2019
Polícia

11/11/2019 às 09h27

Redação

Teresina / PI

Presos pelo Greco usavam "chupa-cabra" para furtar caixas eletrônicos
Segundo a polícia, a ação se dava pelo uso de equipamento que era introduzido no caixa eletrônico e "pescava" os envelopes.
Presos pelo Greco usavam

O Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco) prendeu cinco pessoas, neste domingo (10),  por suspeita de envolvimento no furto de envelopes em agências bancárias de Teresina. Os suspeitos foram presos nas proximidades da agência bancária do Banco do Brasil da Nova Ceasa, na zona Sul de Teresina.

Os presos foram identificados como Gabriel Amaral dos Santos Silva, Rogério Mesquita Batista, Hellen Fabíola Pereira dos Santos, todos naturais de São Paulos, e a dupla Francisco Charles de Castro Pereira e Samuel Silva Parga Filo, naturais do Maranhão.

De acordo com o delegado Tales Gomes, coordenador do Greco, as prisões ocorreram após trabalho de investigação que durou cerca de 40 dias presidido pelo Delegado Daniell Pires, a partir de informações do setor de Segurança do Banco do Brasil, que indicava pessoas furtando envelopes dos caixas eletrônicos em agências bancárias em Teresina. A suspeita é de que grupo introduzia um equipamento no caixa eletrônico para retirar os envelopes.

Em vídeo gravado pela Polícia, um dos suspeitos, identificados como Gabriel Amaral, mostra como o instrumento chamado de "chupa-cabra" era usado para furtar os envelopes. O homem já tem experiência nessa atividade e já tem passagens pela Polícia pelo mesmo crime. Segundo ele, o instrumento foi comprado por R$ 500 no Paraguai. Veja o vídeo:

Por ser morador de Teresina, o suspeito identificado como Charles de Castro indicava ao Rogério Mesquita, apontado como líder do grupo, quais agências deveriam ser atacadas.

Durante o desenrolar das diligências, Samuel e Charles teriam ainda oferecido propina aos policiais afim de serem soltos e por conta disso foram autuados também por corrupção ativa.

A Polícia conseguiu apreender todo o material usado na ação criminosa, bem como os instrumentos para retirada dos envelopes, veículos usados no crime, dinheiro e envelopes furtados.

Os presos serão indiciados pelos crimes de organização criminosa, furto qualificado e corrupção ativa, e serão submetidos à audiência de custódia e encaminhados ao sistema prisional.

FONTE: Portal O Dia

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
Mais lidas
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium