Segunda, 27 de maio de 2019
86 98179 0860
Concursos

28/01/2019 às 14h18

Redação

Teresina / PI

Concurso: candidatos fazem prova após flagra com celular
Representantes do Nucepe e da Semcaspi fiscalizaram a aplicação das provas, sendo que a segurança do concurso foi feita pela Polícia Militar
Concurso: candidatos fazem prova após flagra com celular

Por meio de nota, a Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) informou que foram identificadas três pessoas com aparelhos eletrônicos dentro dos locais de aplicação das provas, o que era proibido pelo edital do concurso. Todos os candidatos que infringiram esta norma foram automaticamente eliminados do concurso. Representantes do Nucepe e da Semcaspi fiscalizaram a aplicação das provas, sendo que a segurança do concurso foi feita pela Polícia Militar", informou a nota.

Em relação aos alunos que fizeram o concurso, mesmo após serem flagrados com celular dentro das salas de aula, a Semcaspi informou que "se houve outros casos que supostamente tenham passado despercebidos pela organização, eles precisam ser apresentados à comissão organizadora, para serem apurados".

MATÉRIA PUBLICADA ÀS 11H53

Concurseiros questionam a segurança no concurso da Guarda Civil Municipal de Teresina aplicado neste domingo (28). Mesmo após passarem por detector de metais, candidatos foram flagrados com aparelhos celulares nos locais de provas antes e durante o certame.

Ao todo, 5.563 inscritos concorreram a 75 vagas. Pelo edital, o candidato flagrado com algum objeto listado como proibido deveria ser eliminado imediatamente, o que não aconteceu em alguns pontos de aplicação.

"Todo mundo estava sendo revistado na entrada, mesmo assim conseguiram entrar com celular. Antes de começar a prova, a coordenadora perguntou se alguém estava com celular e dois levantaram a mão. Os celulares estavam embaixo da carteira e os dois foram eliminados", disse um candidato que fez a prova na Unidade Escola Odilon Nunes, no bairro Marquês.

Por outro lado, candidatos que fizeram provas na Universidade Estadual do Piauí (Uespi) relatam que candidatos flagrados com celulares apenas tiveram os aparelhos recolhidos e voltaram para a sala de aula.

"O mais estranho é que esses dois alunos que estavam na minha sala foram, praticamente, os últimos a entrarem na sala. Os dois saíram e uma fiscal ficou do lado de fora segurando os celulares. Depois, eles entraram e fizeram a prova normalmente. Eu estava com um bombom que não era em embalagem totalmente transparente e tive comer logo; enquanto outros entraram na sala com celular. Fiscalização muito fraca", disse um candidato que fez prova na Uespi onde houve outros relatos semelhantes.

A assessoria da Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integrada (Semcaspi) confirmou apenas três desclassificados na Uespi por serem flagrados com celular. Contudo, a assessoria ficou de enviar nota a respeito dos candidatos que conseguiram adentrar nos pontos de aplicação com eletrônicos.

FONTE: Cidade Verde

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium