domingo, 26 de maio de 2019
86 98179 0860
Saúde

03/02/2019 às 09h38

Redação

Teresina / PI

Neofobia alimentar: dicas para superar o problema
A neofobia alimentar, cujo significado literal é “medo de experimentar alimentos desconhecidos”, refere-se ao fato de rejeitar novos produtos alimentares
 Neofobia alimentar: dicas para superar o problema

Seu filho se recusa a conhecer alimentos diferentes? Fique tranquilo, pois você não é o único a ter que lidar com isso. A neofobia alimentar, cujo significado literal é “medo de experimentar alimentos desconhecidos”, refere-se ao fato de rejeitar novos produtos alimentares – algo atribuído a um comportamento característico de uma etapa do desenvolvimento infantil.

Essa relutância em provar novos alimentos é característica de todos os animais onívoros, entre os quais podemos nos colocar. É uma reação inata de segurança diante dos potenciais perigos de um ambiente em que muitos alimentos podem ser tóxicos. Assim, diante do contato com novos produtos, a atitude é de precaução, evitando-os sempre que possível.

Legumes e as verduras

Como a criança apresenta uma preferência inata ao sabor doce, essa rejeição costuma acontecer mais frequentemente com os legumes e as verduras – que são importantíssimos para que os pequenos recebam todos os nutrientes e vitaminas necessários.

Como lidar

O que os pais podem fazer para as crianças consumirem esses alimentos? A resposta é: continuar oferecendo! A criança precisa experimentar o mesmo alimento entre oito e dez vezes para poder definir se realmente não gosta dele. Por isso, a dica é apresentá-lo de formas diferentes para o seu filho, procurando sempre variar os formatos, cores, texturas e temperatura das receitas.

Métodos

Existem algumas maneiras de se fazer isso. Uma delas é disfarçar os alimentos, ou seja, camuflar os ingredientes durante o preparo. Isso faz com quem a criança se acostume com o sabor de determinado alimento

Outro método é incrementar o visual dos pratos preferidos. Pizzas ou canelone com vegetais podem ganhar uma nova cara, aguçando, assim, o paladar do seu pequeno

Por fim, a alternativa é investir na diversão, trazendo o lúdico para a mesa. Ofereça comidas divertidas e que explorem a imaginação da criança. Usar os ingredientes para montar um rostinho, colocando ovos ou azeitonas cortadas representando os olhos e um tomate cereja como nariz pode ajudar a estimular o apetite. Aqui, a criatividade é fundamental!

FONTE: Estadão Conteúdo

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium