Suspeito pensou em matar filha da psicóloga, diz delegado imprimir publicado em: 01 / 07 / 2017

Joaquina Maria Pereira Viera de Barros

Joaquina Maria Pereira Viera de Barros

O adolescente suspeito de assassinar a psicóloga Maria Joaquina Vieira Barros, de 56 anos, prestou depoimento nesta sexta-feira (30) após ser apreendido pela Delegacia de Homicídios. O suspeito, que era sobrinho da vítima, foi apreendido na cidade de Timon (MA).

De acordo com informações divulgadas, o delegado Francisco Costa, o Barêtta, afirmou que o suspeito falou em interrogatório que pensou, inclusive, em matar a prima de 10 anos, filha da psicóloga Maria Joaquina, que dormia na hora do assassinato. O delegado disse que ele se demonstrava tranquilo e sem arrependimentos na hora do depoimento.

As investigações continuam neste fim de semana. A Delegacia de Homicídios pretende revelar o inquérito concluído sobre o caso nesta segunda-feira (03).

A psicóloga Joaquina Maria Pereira Vieira de Barros foi encontrada morta no último domingo (25) em sua residência. Não havia sinais de arrombamento na casa. A vítima foi estrangulada. As informações até agora davam conta de que Joaquina estava com um homem, que não foi encontrado no local. Somente o celular da vítima desapareceu, nenhum objeto da casa foi roubado.


PDF pagePrint page

PARTICIPE

PUBLICIDADE

    Esporte

REDE SOCIAl

PUBLICIDADE

    Physio II

últimas